nem a maldade do tempo consegue me afastar de você

tumblr_m6jofihZRE1qmruxio1_500

Segue a vibe cmg:

https://www.youtube.com/watch?v=1Ngn3fZIK2E

Quando te conheci você foi tudo…

No segundo em que teu olhos focaram os meus era como se uma luz em mim piscasse, informando que nosso oi não seria somente um “oi”, você foi amor já na segunda conversa, eu sabia que estávamos conectados de alguma forma. Na segunda semana depois do “oi”, você disse que me amava, achei louco, precipitado, mas o mais insano de tudo era que eu já te amava também.

Eu era sua, de corpo e alma, meu coração já não batia por mim (extremamente clichê, mas era assim que eu me sentia, uma sombra, um espaço vazio sem você). Nosso tempo junto, foi uma montanha russa de sentimentos, de experiências, de aprendizado. Felicidade era ver o teu sorriso, ouvir a tua voz. Segurança, era o calor dos teu braços me protegendo das dores do mundo. Te amei de um jeito que nunca achei que fosse possível fora das telas de cinema. Tuas dores eram as minhas, tuas conquistas e sorrisos eram meus também. Como se realmente fôssemos um só.

Mas como todas as frases dessa vida, nós tivemos nosso ponto final. Apesar de que pra mim naquele momento,  mais pareceu uma virgula, já que você tava lá comigo, todos os dias, no deitar e no levantar. Como um fantasma, você assombrava minha mente, meu sorriso sempre tinha a sombra do teu, vivia como se a qualquer momento você fosse entrar pela porta, e dizer, “pronto, cansei da brincadeira, vem cá!”.

Claro que isso nunca aconteceu, e eu vivia no meu vazio particular, na eterna contradição entre viver a tua espera, ou encarar a realidade de que você não viria, pegar minha bagagem e sair viver a vida que passava como foguete diante de mim. Depois de muita discussão interna, medo e covardia, eu bati na tua porta:

-“Ei, eu to aqui, ali fora ficou meu orgulho, estou sozinha diante de ti, somente eu e toda coragem que consegui carregar”.

Você pegou minhas esperanças, ninou por um tempo, acreditei que nosso para sempre seria diferente do que afirmava a velha Cassia. PORÉM, você me deixou cair. Cair de uma altura que devido a queda ainda não sei dizer de quantos metros era. Virou as costas e eu fiquei te olhando, do chão. Você não era o mesmo cara do “oi”, apesar da mesma aparência, não era ele. Quem me deixava ali era alguém diferente, vazio, grande no ego, pequeno no coração.

Medo, foi o que senti, medo do mundo, das pessoas. Medo, por achar que poderia ser responsável pela tua metamorfose…

Ainda acho que sempre que escutar teu nome, vou lembrar do teu sorriso. Ainda acho, que você sempre vai ser você pra mim. VOCÊ, meu pequeno grande amor, porque mesmo apesar da dor e do luto de saber, que nosso ponto final, finalmente chegou, eu sei, que existem amores, reintegro, amores, que nunca morrem! E o nosso, o nosso pequeno infinito, os nossos momentos, esses vão ficar pra sempre, sempre na memoria e no coração.

Mas enfim, quero que você seja feliz, que você se encontre de novo, que tua bondade te consuma como era de costume, que teus sonhos gigantes tenham forças pra te carregar, que o brilho dos teus olhos volte a carregar a pureza dos teus sentimentos, enfim que a beleza da tua alma, se sobressaia as maldades do mundo. Eu te amo, mas isso aqui é nosso adeus, nossa despedida, nossas palavras não ditas, nosso ponto.

Pendura um aviso nos lábios e rema.

Serve para amaciar ouvidos: https://www.youtube.com/watch?v=O_ISAntOom0

Já teve algum dia em que você deitou na cama e sorriu por dentro? Aquele sorrisinho secreto, pendurado no lado direito do peito??

Fico pensando como algumas pessoas conseguem arrancar esses sorrisinhos alheios, por que sorrisos até gato sem pelo na rua consegue arrancar, mas esses sorrisinhos específicos, esses são raros, únicos, fazem a gente dormir com as estrelas, e sonhar com os anjos, literalmente.

Essas pessoas que espalham esse brilho de purpurina nos lábios da alma, são dignas de serem chamadas de anjos. Por que as vezes apenas uma troca de olhares com essa espécie, acorda aos pulos o corações. E com isso eu quero te recomendar extremo cuidado, ande de vagar e com cuidado por esse vale de dentes a mostra. Por que eles roubam corações. Quando você menos esperar e antes de terminar de dizer açaí, ele já vai ter levado embora o seu.  Por isso TE CUIDA! Mas não evite, se ele te pedir a mão, dá o punho também, mas não o cotovelo. Você não vai se arrepender, porque mesmo que ele acorde amanhã e decida ir bater assas em outra soleira, vai ter valido a pena.

Você pode ate dizer que não na hora, gritar e espernear, mas isso tudo vai ser porque não vai querer dividir teu pequeno milagre. Mas ai é que está, ele tem que ir, tem muita purpurina e glitter pra espalhar. Muita  borboleta em estômago alheio pra criar. E o mais louco de tudo é que mesmo sabendo que é outra pessoa que ele abençoa com sorrisinhos, você não vai conseguir deixar de sorrir ao lembrar dos teus próprios risos e borboletas, que ele com tanta calma te presenteou. Porque essas pessoas são magicas, espalham bondade, espalham força e determinação, te fazem levantar, dão animo pra remar, e te mostram que teu caminho pode e deve ser cheio de risos pendurados na boca, no peito, na alma.

Mesmo que não sejam mais elas as responsáveis por eles, pois tem gente que mesmo quando vai embora, fica, e deixa amor e paz pra trás.

Você vai demorar?

Ouve essa? https://www.youtube.com/watch?v=8LX6W3CJJVA

Alô?  Então…, estou aqui mais uma vez pra perguntar, você vai demorar muito pra chegar?

Estou ansiosa a tua espera, ansiosa pra ouvir tua voz, sentir o teu toque, ver o teu sorriso. Então quando você vem? Faz muito, muito tempo, que estou prontinha te esperando, coração esvaziou a bagagem das outras viagens e está pronto pra carregar a tua, a nossa.

Nunca te vi, mas já sei que você vai ser o amor da minha vida! Sonho contigo todas as noites, aliás você é lindo! Sei que quando finalmente segurar tua mão, nunca mais vou querer ter nenhuma outra entrelaçada na minha. Isso serve pra vida também, quero me embolar em você, me perder no pântano dos teus olhos, me intoxicar com o teu cheiro.

Que teus “lábios sejam labirintos”, e que eu nunca mais encontre o caminho de volta. Que meus medos fiquem do lado de fora da segurança dos teus braços,  que teus olhos sejam os faróis a iluminar minhas tempestades. Que nossas almas se misturem, se tornem homógenas, uma só.

Que tu venhas com teus sonhos nas costas, que tu alces voo ao meu lado, que tuas raízes sejam nômades. Vem andar comigo. Vamos juntos escalar as montanhas, desbravar as savanas, conhecer as estradas desertas e escuras da vida. Andar a cavalo na lua, surfar em Saturno, acampar em Plutão.

Vem, mas vem de uma vez, e traz teu coração, que ele seja meu, por que o meu, o meu já te pertence.

Prazer, me chamo Aço!

tumblr_lgu2j8Pkx41qd5u5ko1_500_large

Ouve essa:

https://www.youtube.com/watch?v=JCBm5VbwJvY

Oi prazer, tenho 21 anos e não vivi nada da vida ainda.

É estranho escrever isso, já que nascemos programados, para sempre dizer o contrario, que sabemos tudo, que nada nós surpreende, que nada nós machuca. Mas que gorda mentira, não? Eu bem sei, porque eu sou especialista nela, todo dia, depois de lavar o rosto, a primeira coisa que faço é colocar minha mascara: prazer, me chamo aço! Dai você se pergunta: como assim aço? E eu te respondo, aço sim, porque supostamente nada penetra o aço, nada é mais forte que aço. E é assim que todos nós queremos nós sentir todo dia: impenetráveis, indestrutíveis.

Mas isso é impossível meus caros, a não ser que a sua mascara seja tipo a do Tony Stark, de o Homem de Ferro. Digo isso porque se você for como eu, que coloco essa bendita mascara todo dia, mesmo nos dias que você promete pra si mesmo que nada vai te atingir, algum estilhaço das bombas alheias sempre penetra o seu escudo. E dai eu te pergunto nesses 21 anos, descontando claro uns 3 da epoca que eu soltava bolhas pelo nariz, quantos estilhaços me atingiram todos os dias? Milhares com certeza, e todos fizeram de alguma forma ou de outra um pequeno ferimento. Claro que alguns machucados sempre são maiores que os outros, mas quem disse que tamanho é documento mesmo?

Eu sou adepta convicta do deixa pra lá, do não vale a pena. Mas eu te digo: cansa viu? Cansa, chegar em casa todo dia retirar a armadura, e lamber as novas feridas, assim como as velhas que ainda insistem em não sararem. É claro que no dia seguinte a rotina se repete e a armadura é recolocada, porque infelizmente não da pra se trancar nos quartinhos escuros da vida, e ficar eternamente lambendo feridas haha (mas tem dias que a vontade é essa mesma não é?).

Não sei dizer até que ponto essas dores emocionais são prejudiciais a saúde, não só a saúde da alma, como física também. Por que doí, uma dor de verdade, daquelas que vão até o fundo da alma e voltam como uma rajada de tiros e bombardeios. Doí fingir que não doí.Mas nesse mundo em que bonito é ser imperturbável, que normal é ser inatingível pela dor alheia, só posso dizer que “tu és obrigado a vestir a eterna máscara que carregas”. Triste, muito triste. Mas lugar onde os outros se preocupam com os outros só mesmo da Disney e olhe lá.

I’m Back!!

placa-de-transito-retorno-870x320

Toc, toc, alguém ai?

Simmm!

Sim, eu sumi, sim eu mais uma vez ia desistir daqui, mas não deu. Acho que tem muito eu em mim. Suficiente pra mais alguns clones, e esse eu aqui, precisa compartilhar. Precisa colocar pra fora, cuspir literalmente sentimentos. Porque no meu corpo não tem espaço suficiente, para tudo que eu sinto num único dia, imagina na soma de uma semana, numm mês…

Eu transbordo, me afogo em mim!!Sendo assim, vou voltar a me delatar, aqui, no meu mundinho particular.

Então vem, pode entrar, não vai agora…, fica mais um pouquinho, senta aqui, me conta, o que você tem sentido? Como tem passado, me conta você primeiro que depois eu conto, prometo!!

Vamos fazer as malas?

Olááá,  tudo bem? Bora ouvir uma musiquinha pra aquecer o coraçãozinho?

ttps://www.youtube.com/watch?v=VmMxZmerOFg

Não é novidade para ninguém que todo ser humano nem que seja no canto mais profundo do seu ser, sempre sonhou em ser como um pássaro para poder abrir assas e voar! Um de meus desejos mais profundos sempre foi, arrumar uma mochila, pendurar uma câmera no pescoço e enfiar uns fones no ouvido e sair por ai explorando esse mundo perfeito de Deus. Encher o coração, espirito e memoria com tudo aquilo que coubesse, para reviver cada vez que fechasse os olhos e sentisse o sol e o vento tocando na pele. Guardar esses momentos para a velhice, para ser daqueles velhinhos que sempre tem uma historia pra contar? Então, esse é um dos meus objetivos para essa vida, e logo, logo juro que fico com a coluna curvada com o peso da mochila! E ta me sinto péssima em admitir que o lugar mais longe que cheguei foi até o Rio de Janeiro, mas minha nossa que felicidade que foii!

Então justamente por ter essa vontade insana de sair por ai,  que hoje, navegando nas “internê” encontrei esse testesinho, sim gente, é um teste haha, mas não me julguem, please? Nada tem a ver com quantos filhos tu vai ter, nem com quantos anos tu vais casar, e nem se o boy magia vai ser o boy de todo sempre! HAHA. É de certa forma um meio de tentar instigar esse passarinho que eu sei que tem ai dentro de vocês, e também de alegrar aqueles que assim como eu sempre reclamam que não combinam com a cidade que moram, pois afinal quem nunca reclamou que atire a primeira pedra! hahaha

Chega de encher linguiça!! Segue aqui o link pro teste! XOXO

http://jafoste.net/em-que-cidade-tu-deverias-viver/

P.s: Esse site do teste é espetacular, daqueles dignos e uma xícara de café, uma coberta e algumas horas!

 907fd8ac-5f69-42eb-a5e9-b574b263821b_560_420

Por favor leia: Simplesmente Ana!

Entãoo, olá? Tudo bem? Recomendo ler tanto o post como o livro nessa vibe:

https://www.youtube.com/watch?v=Inlac4FyhD8

No outro post quis falar de livros, e falei, falei, mas não disse nada, não é mesmo? Haha Mas agora prometo tentar alcançar o objetivo, juro, juradinho! Outro dia uma amiga me mandou um link da livraria saraiva, de um livro chamado, “Elena, a filha da princesa”. Fiquei curiosa por que a capa é “topzera” haha. Fui pesquisar e vi que se tratava da continuação de uma serie de livros, que tinha como enredo a historia de uma princesa chamada Ana. Na hora já xonei, porquee amo livros de princesa(comecei a ler o Diário da princesa de Meg Cabot, com 10 anos, mas falo disso outra hora), e pensa a minha surpresa quando vi que a dita Ana era brasileira, e que a escritora também é daqui da terrinha?? Na hora já tive que se mexer para ler o bendito livro.

E sabem oque achei?? Ameei!! Tem tudo que mais gosto, viagens, uma heroína forte e autentica, e claro uma pitadona de romance haha.

A sinopse do livro é a seguinte:

“Simplesmente Ana – Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.”

Já não da uma vontadona de ler?? Dá sim que eu seii! Mas enfim o livro é incrível, muito bem escrito e não decepciona e nem deixa a desejar em nada as historias americanas, ou romanas, belgas, sei lá! haha. E como já disse antes, só chegada num romance e esse é daqueles de tu encostar o livro na “pança”( hahaha) e pensar puxa vida hein?!

Então por favor leiam, não só pra ver arco-iris e estrelinhas, mas também, vamos lá, vamos puxar um pouco a brasa pro nosso assado, e promover a literatura brasileira. A autora Marina Carvalho é ótima, e não querendo fazer comparações, mas já fazendo é uma Meg Cabot brasileira, legal né? Então como tem feriadão a vista, que tal se mexer(ou ficar deitadinho mesmo haha) e investir nessa leitura??

mariana 12